Como transferir de curso pelo ProUni?

Trocar de curso ou até mesmo de faculdade é muito comum na vida de um estudante universitário. Mas se já é um pouco complicado mudar de graduação, imagine sendo bolsista do ProUni? O que muita gente pensa é que sendo beneficiário do programa, não se pode pedir transferir e ficam preocupados só de pensar em perder a bolsa.

O processo não é lá essas coisas de tão difícil, mas tem algumas regrinhas básicas nas quais os estudantes precisam ficar bastante atentos para não acabar tendo um prejuízo. 

Se você participa do ProUni com bolsa integral ou parcial, com renda familiar de até no máximo três salários mínimos e está pensando em pedir transferência do curso ou até mesmo da faculdade, saiba como  fazer a transferência de curso sem perder a sua bolsa!

Bolsista do ProUni pode pedir transferência?

Pode sim! Todos os beneficiários do programa podem pedir a transferência tanto do curso quanto da instituição de ensino e ainda assim continuar com a bolsa integral ou parcial do ProUni, desde que seja cumprida todas as regras e procedimentos exigidos, como valor de renda exigido e outros!

A bolsa pode ser transferida para:

  • Outro curso da mesma área
  • Outra faculdade
  • Outro Turno
  • Outro Campus ou Unidade 

O que é Preciso para a transferência pelo ProUni?

Para que você possa pedir sua transferência é preciso atender um dos pontos citados acima, e também é obrigatório que:

  • As faculdades tanto de origem(saindo) quanto de destino(entrando), precisam estar de acordo com a transferência;
  • O curso e faculdade para qual o bolsista quer se transferir precisam estar credenciados no ProUni;
  • Deve haver vagas tanto no curso quanto na faculdade desejada.

O que acontece quando o aluno consegue transferência pelo ProUni?

Você precisa estar bastante decidido e analisar bem se vale a pena pedir a transferência, pois após o pedido efetuado o prazo da validade de sua bolsa passa a ser do outro curso que você escolheu.

O MEC diz o seguinte: “Uma vez concluída a transferência, o prazo de utilização da bolsa passará a ser o prazo do curso de destino, subtraído o período utilizado e suspenso no curso de origem.”

Ou seja: de acordo com o curso escolhido, do período que você já utilizou no ProUni e das matérias que serão aproveitadas, há um certo risco do beneficiário ter que bancar a mensalidade por alguns semestres para poder concluir a nova graduação. 

Por isso, dependendo das circunstâncias, pode não ser tão benéfico transferir a bolsa. Fique atento! 

Onde e como é feita a transferência da bolsa do ProUni? 

O processo é feito totalmente entre as faculdades de origem e de destino do aluno, por meio de um sistema chamado  SisProUni. O Ministério da Educação (MEC) ão intervem entre as faculdades, cabe a cada uma delas lançar todos os dados no sistema do ProUni. 

Tome conhecimento, junto com à coordenação de sua faculdade, sobre como iniciar o processo de transferência. 

Quais os casos que são proibidos na transferência do ProUni?

O MEC não permite a transferência de bolsas do ProUni em alguns caso. Saiba quais são eles:

  • Bolsista parcial não pode transferir bolsa parcial para integral e vice-versa.
  • Quando a bolsa é dada por ordem ou decisão judicial.
  • Quando a nota de corte de origem do beneficiário for menor que a nota de corte do curso de destino.
  • Quando o número total de semestres cursados ou suspensos, for igual ou maior que a duração máxima do curso de destino. 
  • Não se pode pedir transferência para cursos que receberam duas avaliações baixas seguidas no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES.